25 de maio | Dia Nacional da Indústria

A Indústria tem um papel fundamental no desenvolvimento do nosso país, como uma engrenagem que movimenta a economia, gerando emprego para milhões de brasileiros e transformando a vida das pessoas com seus produtos e serviços!

Desde alimentos e medicamentos, até peças para veículos e aparelhos de telefonia, os produtos produzidos em território nacional, além de fazer parte do nosso dia a dia, contribuem diretamente com R$1.2 trilhão por ano para a economia brasileira, equivalente a cerca de 20% do PIB nacional!

No Dia da Indústria, que tal saber um pouco mais sobre um dos setores que mais impactam a vida dos brasileiros?

O Dia da Indústria é carregado de significados, mas é importante conhecer um pouco da história da indústria brasileira e, principalmente, saber para onde estamos caminhando.

O início da indústria brasileira.

No Brasil, a indústria nacional começou a ganhar força na Era Vargas, época em que o Estado começou a incentivar o desenvolvimento de indústrias de base, com foco nas estatais, como:

  • Companhia Siderúrgica Nacional;
  • Petrobras;
  • Companhia Vale do Rio Doce.

Enquanto no governo de Juscelino Kubitschek, com a política de 50 anos em 5, o Estado investiu, além de indústrias de base, em infraestrutura básica com o objetivo de atrair indústrias privadas. As principais características industriais brasileiras desse período foram:

  • Concentração industrial;
  • Dependência econômica e tecnológica.

A hora da virada

Mas foi apenas a partir dos anos 90, o Brasil passou a adotar uma política de competitividade, seguindo as tendências de países desenvolvidos ao redor do mundo, como a Alemanha.

Nesse período as indústrias brasileiras em seus mais diferentes setores se modernizaram e cresceram significativamente, liderando diversos segmentos, como por exemplo o setor automotivo, quando o país se tornou o oitavo maior produtor de automóveis do mundo.

Desde então vivemos uma busca constante por transformações tecnológicas no chão de fábrica capazes de gerar melhores resultados, até chegar ao que muitos chamam hoje de: A quarta revolução industrial (Indústria 4.0).

Vivemos mudanças sem precedentes na história, com a conectividade dos sistemas de produção, trazendo flexibilidade, rapidez, agilidade, eficiência e confiabilidade na manufatura avançada e sua estrutura de tecnologias digitais colaborativas, tem impactado os resultados das empresas de uma forma como nunca vivemos.

A crescente busca por tecnologias se tornou fator de competitividade, pois impactam diretamente em ganhos em receita, custo e eficiência, mas como toda mudança é preciso se adaptar….

Humanos tomam as decisões assistidos por algoritmos, máquinas propõem e tomam a decisão, avaliando o que aconteceu, por que aconteceu e que acontecerá, com ações atomizadas em sistemas autônomos.

A engenharia digital e informações em tempo real, impactam não só a variação de produtos e processos para a tomada de decisão, mas a vida das pessoas. Menos profissionais operacionais e mais responsabilidade estratégica, esse é o novo modelo de gestão, onde o principal foco é a mudança cultural, a busca por conhecimento e o domínio das informações (ativos intelectuais) que tem como propósito gerar valor para o negócio.

Novos tempos exigem novas atitudes!

Quando muitas lideranças ainda estão imersas no gerenciamento das equipes para garantir que as metas sejam atingidas no dia a dia, surge um questionamento importante a se fazer é: qual a importância da visão estratégica no gerenciamento dos processos, direcionada aos objetivos da organização?

Como está a sua empresa neste processo de transformação da indústria 4.0?

Como a sua empresa lida com as pessoas? As equipes estão preparadas para acompanhar as mudanças exponenciais e a pressão por resultados?

Como avaliar o grau de maturidade da sua equipe ao mesmo tempo que se avalia o grau de excelência operacional para atingir resultados?

Assim como todas as operações, não importa quão bem gerenciadas sejam, podem ser melhoradas, todas as equipes por mais bem preparadas que sejam, devem buscar capacitação de forma contínua: é à busca da melhoria contínua para a organização!

Conte conosco!

Entre em contato com um de nossos consultores:

Siga nossas Redes Sociais

Newsletter

Assine para receber todas as nossas novidades.